Catedral de Sal

Esse é um passeio imperdível se você estiver pela capital colombiana. Imaginem abaixo da terra, dentro de uma mina ter uma Igreja Católica. Legal não?

Na verdade a Catedral de Sal não fica em Bogotá, ela fica em uma cidadezinha vizinha que se chama Zipaquirá. Essa fica a aproximadamente 1h30m de carro do aeroporto de Bogotá. Como eu fui até lá? Logo que cheguei no aeroporto fui abordada por um senhor vendendo um pacote de passeios. No aeroporto há diversas empresas que fazem esses tours pela cidade, então escolhi uma ali mesmo que me agradou em questão de valores e roteiros. Porém não irei indicá-la, porque o condutor deixou muito a desejar e achei bem chato porque eles falaram no momento de fechar que poderia ser no cartão e na hora era somente em espécie, ou seja, tive que trocar na hora que cheguei no aeroporto por um valor bem mais alto. Então a dica é negociar bem com os vendedores, o que será feito, horários e o pagamento, para depois não haver mudanças.

A Catedral de Sal era o passeio que mais queria fazer e de acordo a minha mãe (que é beata de igreja), “dá de 10 a 0 na Terra Santa”. Então já comecem a pensar o quão lindo é o lugar. A van que nos levou ficou no estacionamento e fomos conhecer esse monumento. O preço do ingresso é 50.000 pesos colombianos, isso é quase R$ 50,00. Esse valor por pessoa, lembrando que crianças até quatro anos e idosos pagam apenas 34.000 pesos (R$ 34,00). A duração eles dizem ser em média 01h15m, eu me considerei lerda porque fiquei lá dentro mais de 02h.

Ao entrar, eles avisam que tem grupos com guias que irão explicar cada ponto do local. Esses começam a cada 15min, podendo ser em espanhol ou em inglês. Pegamos o guia em inglês e não o acompanhamos durante todo o trajeto, apenas pela “Via Crucis”. Logo na entrada ele já nos diz que só podemos andar pelo lado direito (mas geral não respeita muito não) e fala que sim a mina é totalmente de sal e que não é aconselhável lamber, ou colocar o gosto na parede e depois na boca para experimentar (tarde demais, eu já havia passado meu dedo hahahaha).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O trajeto se inicia pela “Via Crucis”, ou seja por corredores e marcações que indicam a caminhada de Jesus até a cruz. Todos os 14 pontos tem um monumento de sal e você pode admirar algumas pedras que foram encontradas dentro da mina durante as escavações. Essas sendo mesclada com luzes que fazem o local ficar ainda mais lindo. Ali você também pode ver a profundidade do local e ficar abismado com a capacidade do homem de escavar aquele lugar.

Essa montanha forma um depósito de sal natural e começou a ser escavado no século XVI, com fim da extração mineral. Desde aquela época os trabalhadores já entregavam o local em preces para a Nossa Senhora do Rosário (santa dos mineradores). Eles realizaram diversos projetos no interior da mina, alguns chegaram a ser fechados devido o risco de desmoronamento. Mas em 1992 foi aprovado um projeto com a implantação da Catedral, essa inaugurou em 1995.

Você vai descendo até chegar a 180m de profundidade e pelo percurso irá encontrar uma Cúpula (que demonstra a ligação entre o céu e a terra – essa foi esculpida durante três anos e é fabulosa). Logo depois você conseguirá ver a Nave Central (assim que eles chamam). Você consegue ir até lá por rampas e escadas. Dessa forma chegará em três áreas: a Nave do Nascimento, a Nave da Vida e a Nave da Morte e Ressurreição.

Nessas naves você irá ver alguns monumentos principais da Catedral de Sal e também irá admirar Capelas, Santuários, a Igreja, Museus, Cinema 3D (contanto um pouco mais do local), lojas, lanchonetes, show de luzes, banheiros, rota dos mineiros e muitos outros atrativos. Ah e não se afobem para fazer muitas fotos na ida, você retornará pelo local em que entrou. Então prestem atenção em seu guia na ida e na volta vem dando aqueles cliques que poderá guardar para sempre.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Realmente é um passeio que todos devem fazer. Eu amei e além de achar interessantíssimo, achei muito bem estruturada e bem cuidada. Vários funcionários fazendo manutenção e explicando muito bem sobre tudo por onde passa. Então se forem para Bogotá, vão conhecer a Catedral de Sal, porque ela pode ser um pouquinho cara, mas vale totalmente a pena.

Comments

comments

Deixe um comentário