O que fazer em Diamantina

Diamantina é uma das cidades históricas mineiras e tem muito o que fazer na cidade, seja voltado ao lado histórico, cultural, gastronômico, natureza e muitos outros. Então vem conferir o que se tem a fazer para seu período na cidade.

Sabe aquelas cidades puro charme, em estilo colonial, onde as portas e janelas coloridas ganham o coração dos visitantes e moradores? Essa é Diamantina em Minas Gerais. Um destino lindo que você precisa conhecer e passar alguns dias. Com isso confira essa lista de lugares que você tem que dar uma passada:

 

Rua da Quitanda e proximidades

Quando menciono a Rua da Quitanda, não devem só ficar somente nessa rua e sim andar pelas ruas aos seus arredores também. Nessa região estão casas centenárias lindas, algumas ainda agem como residências, outras se tornaram restaurantes, bares e lojas. Mas é uma área muito movimentada e bonita. À noite ela ganha várias mesas e cadeiras, e o povo andam e sentam em bares que ali estão.

 

Casa de Juscelino

Um dos moradores mais famosos da cidade foi o ex presidente Juscelino Kubitschek e a casa na qual ele morou com sua mãe após a morte de seu pai, hoje está aberta ao público. Ela age como um museu e expõe objetos pessoais do mesmo. O museu é formado por dois casarões e lá você poderá acompanhar a história de Juscelino. O acervo conta também com itens da família, passados por ancestrais do ex presidente.

 

Passadiço

Esse é o cartão postal da cidade, o Passadiço ou também conhecido como a Casa da Glória foi construído perto de 1800. Hoje ele abriga estudantes que fazem pesquisa na área de geologia da região. Todavia o local já serviu como morada de bispos, educandário feminino, orfanato, instituto alemão Eschwege e à Universidade Federa de Minas Gerais. Se quiser visitar o lugar é possível conhecer as áreas fora dos alojamentos.

 

Mercado dos Tropeiros

O Mercado dos Tropeiros fica em área central da cidade. Ele também é chamado por outro nome, Mercado Velho de Diamantina. Ali antigamente era o ponto de comércio de escravos. Atualmente ele serve para feira de artesanatos, gastronômicas e local para eventos na cidade. Em minha opinião é o local correto se quiser comprar souvenir na cidade e experimentar algumas delícias mineiras.

 

Casa de Chica da Silva

Para entenderem melhor sobre o lugar, devem saber quem foi Chica da Silva. Ela foi uma mulher negra, que se envolveu com um grande contratador de diamantes. Com isso ela deixou de ser escrava e ganhou uma alta posição na sociedade. Ela foi uma das primeiras pessoas negras que conseguiu respeito com a comunidade. Claro que não deve ter sido fácil, mas notável. Sua casa é muito bem conservada e hoje ela abriga exposições de arte, sendo permanente a do artista, Marcel Ávila.

 

Catedral Metropolitana de Diamantina

A principal igreja católica da cidade é a Catedral Metropolitana de Diamantina. Ela é dedicada a Santo Antônio e está localizada em área central. Sua construção foi finalizada em 1938 e ela é um dos principais pontos turísticos da cidade. Belíssima por fora e por dentro, vale muito a pena entrarem e conhecerem a mesma.

 

Igreja São Francisco de Assis

Também situada no centro histórico da cidade, essa igreja é um pouco mais antiga, sua construção iniciou em 1766 e foi finalizada em 1830. Ela é uma linda obra barroca, com elementos em rococó. É possível subir as torres dos sinos ada mesma e ter uma vista do altar em que mescla madeira e ouro.

 

Capela Imperial de Nossa Senhora do Amparo

Na Rua do Amparo fica a Capela Imperial de Nossa Senhora do Amparo. Essa inaugurada no século 19 conta com uma fachada de madeira que encanta a todos. A famosa Festa do Divino que acontece em Diamantina é sediada nesse local.

 

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos

Essa igreja é linda por fora e grande, confesso que no dia em que fui, ela estava fechada. Mas em sua praça há um antigo chafariz e a lendária Gameleira do Milagre.

 

Museu do Diamante

Um dos principais museus da cidade é o Museu do Diamante. Esse conta como a história da extração da pedra na região e expõe um acervo de objetos históricos e de arte sacra. Um lugar que te fará entender como era o garimpo e como funcionava esse processo no Brasil durante o período colonial.

 

Caminho dos Escravos

Esse caminho também é conhecido como Estrada Real. É um caminho de pedras onde os antigos tropeiros viajavam explorando minérios e diamantes. Atualmente esses 20km agem como uma trilha que te proporcionam belas paisagens da região. Para completar o caminho inteiro você precisará de aproximadamente 07h.

 

Parque Estadual do Biribiri

 

 

 

 

 

 

 

Esse parque não fica na região central de Diamantina. Ele está um pouco afastado, mas vale a pena ir ao local. Com certeza foi meu lugar preferido na cidade. O local era sede da Estamparia SA, essa inaugurada em 1876. A mesma foi desativada e em 1998 sua região virou um parque. Sendo que dentro está a Vila de Biribiri, local feito para ser residencia dos funcionários da empresa. No parque há muitas cachoeiras, trilhas, mirantes incríveis que valem a pena visitar.

 

Tem muito o que fazer na cidade, então planejem bem o seu roteiro e tentem incluir todos esses passeios. E não esqueçam de se perderem pelas ruas e apreciar todos os cantinhos da linda Diamantina.

 

Curtir isso:

Comments

comments


%d blogueiros gostam disto:

EMBARQUE NESSA VIAGEM!

EMBARQUE NESSA VIAGEM!

Receba os conteúdos e as novidades do blog em primeira mão no seu email e participe de promoções exclusivas!