Park Güell

O Park Güell é um dos parques mais famosos do mundo, ele foi construído pelo famoso arquiteto Antoni Gaudí e é um dos principais pontos turísticos de Barcelona.

O parque é um dos melhores parques urbanos do mundo e é considerado um Patrimônio Cultural da Humanidade da UNESCO, desde 1984. O local possui 17 hectares de jardins e construções e está localizado na Montaña del Carmelo, na parte alta da cidade.

 

Como chegar

A estação de metrô mais próxima é a Estação Vallcarca (linha 3). Porém ao descer não estará em frente ao parque, como acontece em muitos pontos turísticos. Precisará andar um pouquinho para chegar até o mesmo. No metrô saia pela saída para a Avigunda de Vallcarca em sentido à Carrer de Gomis. Nessa avenida, andará 300 metros e virará na Baixada de la Gloria. Ali já verá as escadas rolantes que te levam até a entrada do parque. Fique tranquilo que desde o metrô já verá placas indicando o local.


Veja também: Passeios bate e volta saindo de Barcelona!


Preço e Horário de Funcionamento

O parque abre diariamente das 08h às 21h, porém pode sofrer variações de acordo com a época do ano. O valor da entrada custa € 10. Crianças entre 7 e 12 anos, maiores de 65 anos e pessoas com mobilidade reduzida pagam € 7. Já os menores de 7 anos não pagam para entrar. Esses valores são apenas do ingresso de entrada no parque, caso queira fazer uma visita guiada, o valor é de € 24.

 

História do Parque

A construção do parque foi inciada em 1900, durante uma revolução urbanística que Barcelona estava vivendo. Eusebio Güell conviou o arquiteto Antoni Gaudí para projetar o parque, moldando o local para que as famílias que viveriam na grande propriedade pudessem desfrutar. Como o local estava localizado em um espaço particular, não havia transporte adequado e as condições de venda eram complexas, o projeto acabou não acontecendo e em 1914 abandonaram as obras.

Como não houveram muitas vendas, o local acabou se tornando um jardim privado de Eusebio Güell e em 1918, após a morte do proprietário, seus herdeiros cederam o parque para o município. Em 1926 o parque passou a  ser aberto ao público, sendo um dos lugares mais visitados da cidade até o dia de hoje.


Veja também: As praias mais bonitas de Barcelona!


O que conhecer no parque

O parque se divide em duas partes, uma pública e outra privada, essa chamada de Zona Monumental. Já que estará lá, conheça ambas as partes e não deixe apreciar as vistas e trilhas que o local fornece. A principal trilha é o Caminho do Rosário, que se assemelha a contas de um rosário, muito legal de fazer (ela está na parte gratuita).

Outra atração da parte gratuita é a casa onde Gaudí morou durante quase vinte anos. Ele fica na área gratuita, mas se quiser entrar é necessário pagar a entrada do museu. A Casa-Museu Gaudí na verdade se chama Torre Rosa e foi fundada em 1963. Ali é possível ver objetos pessoais e obras do arquiteto. No ponto mais alto do parque há mais uma atração, a Turó de les Tres Creus, que significa “calvário das três cruzes”. No local há três cruzes, a maior representa Jesus. A vista desse local é incrível, só que para acessar o lugar é necessário fazer uma trilha pela mata com uma boa subida.

Pelos três quilômetros de trilhas no parque há espalhados alguns pórticos e viadutos, que também foram projetados por Gaudí. Essas são construções em pedras rústicas, extraídas do próprio lugar. Uma curiosidade é que todos eles são sem linhas e ângulos retos. Eles se integram com a natureza e deixam o lugar ainda mais belo.

Na Área Monumental, ou seja, na parte paga do parque tem muito o que ver, porém saibam que ela representa apenas 8% de todo o Park Güell. Essa área em 2013 foi toda cercada e começou a cobrar entrada para quem quer ver seus atrativos. Dentro do muro fica a Gran Plaça Circular, região considerada o centro do parque. O local tem formato oval e chão batido, ao seu redor há um banco ondulado repleto de mosaicos coloridos. Desse lugar, é possível ter uma das vistas mais lindas de Barcelona. A praça é sustentada por 86 colunas dóricas que também chamam a atenção dos visitantes.

No local há um salão chamado de Sala Hipòstila, o local é todo decorado com mosaicos e colunas de 6 metros de altura. Em frente a sala fica a Escadaria Monumental, chamada de L’Escalinata del Drac. Local mais conhecido do parque. Fica uma Salamandra fofa em mosaicos nesse lugar, que todos tiram foto. Ela é considerada um símbolo de Barcelona.


Veja também: Fonte Mágica de Montjuic!


Duração da visita

O tempo da visita dependerá de você, cada um leva um tempo. Mas já digo que não é um passeio rápido. Eu deixaria pelo menos meio período para conhecê-lo. Se você for apenas para conhecer as partes mais famosas, você levará pelo menos 1 hora e meia. Mas se for para apreciar o local, acaba ficando umas 3 horas tranquilamente. Caso decidam fazer a visita guiada, essa dura um pouco mais de 1 hora.  Tudo isso, disse referente a Área Monumental (parte paga), agora se for para conhecer as trilhas e o lado gratuito, você gastará muitas horas a mais e recomendo deixarem um dia todo para o parque.

O Park Güell é maravilhoso, um parque cheio de vida e com uma arquitetura espetacular. Seus mosaicos coloridos alegram o local e casam perfeitamente com a vista que se tem no local. É um passeio que devem fazer em Barcelona, um dos melhores.


Dica para viagem internacional: SEGURO VIAGEM É IMPORTANTE. Então adquira o Seguros Promo com meu código de 5% de desconto (CHAPINHANAMALA5) e não passe apuros se algo acontecer. Além do mais, nunca esperamos o pior, mas é sempre bom estarmos preparados, não é mesmo? E para entenderem qual a necessidade de ter um seguro viagem, entrem aqui.

Comments

comments

Deixe um comentário