Parque Estadual do Biribiri

Você já conheceu uma cidade fantasma no Brasil? Essa é Biribiri, nos arredores de Diamantina, uma cidade parcialmente abandonada dentro de um parque estadual.

 

A Vila do Biribiri

Nos dias de hoje, ainda tem pessoas que habitam a pequena cidade, mas ela já teve mais de 600 pessoas morando em seu vilarejo. Entre 1876 e 1972 o local foi sede da Estamparia S.A., uma das primeiras indústrias têxteis de Minas Gerais. Ela agia como uma vila normal e contava com escola, armazéns, convento, igreja, barbearia e até mesmo gerava sua própria luz elétrica. Isso se deu, pois no século 19, o Bispo de Diamantina, Dom João Antonio Felício dos Santos abriu essa fábrica de tecidos em um terreno da família. O local foi escolhido propositalmente, devido a cachoeira estar nas imediações e podia prover a energia a indústria. E para suprir as necessidades dos funcionários, criou-se uma pequena cidade.

A fábrica fechou anos depois, mas algumas famílias de ex funcionários continuam no local e a maioria vive hoje do turismo. O local virou ponto de visitação para quem está em Diamantina, pois além da pequena vila muito bem conservada, há também cachoeiras e trilhas no parque para visitar.

Eu estive em janeiro de 2019 no vilarejo e coincidiu de eu ir em um final de semana, o comércio da vila estava aberto, o que foi muito interessante. Todavia a quantidade de pessoas que estavam por lá era grande e o fluxo nas cachoeiras era proporcional isso, ou seja, muitas pessoas!


Veja também: O que fazer em Diamantina!


A vila de Biribiri foi tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais e foi cenário de muitos filmes e novelas, como Chica da Silva. E serviu de inspirações para muitos artistas. A vila pertencia a fábrica até o ano de 2013 e nesse ano, a mesma resolveu vender as 33 casas que ali estão. Muitos se interessaram e adquiriram uma residência (usadas normalmente em finais de semana), mas também surgiu uma pousada e restaurantes.

 

O Parque do Biribiri

O Parque Estadual do Biribiri é um ótimo lugar a visitar enquanto estiver em Diamantina. Tem ótimas trilhas e cachoeiras deliciosas. Chegamos lá facilmente, li em alguns blogs que muitos se perdiam no caminho, ou o GPS mandavam por lugares errados. Conosco o GPS deu certo e quando estávamos chegando perguntamos para alguns moradores e confirmaram que estava tudo certo. Também deixo a dica, para prestarem atenção nas placas pelo caminho. Elas ajudam bastante.

Do centro de Diamantina até entrada do parque levamos aproximadamente 20 minutos e a melhor forma de explorar o local é de carro. Tem como ir de bike, ou a pé, mas se estiverem de carro, vocês conseguirão aproveitar melhor o local.

 

O parque é controlado pelo Instituto Estadual de Florestas e na entrada eles anotam a placa do carro, para o controle de visitantes. Não há taxa, mas o respeito é essencial. Portanto, não deixe lixos, não faça churrascos ou fogueiras e preserve o meio ambiente. O horário de funcionamento do parque é das 08h às 18h e ele abre diariamente. Se forem se hospedar na pousada na vila, aconselho a comunicarem aos guardas florestais na entrada do parque.


Veja também: Onde comer em Diamantina!


Eu achei o parque muito bem sinalizado e bem delimitado em questão de estradas de terra e trilhas. Vocês conseguem chegar até próximo as cachoeiras de carro. Perto delas há espaço para estacionar o seu carro e fique tranquilo que não terá nenhum flanelinha, pelo menos quando eu fui, no auge do verão não tinha.

O parque tem ao todo 18 mil hectares e está localizado no meio da Serra do Espinhaço. Ele preserva diversas espécies típicas da flora do cerrado e da fauna brasileira. O famoso Caminho dos Escravos passa pelo parque, essa é uma trilha na qual os escravos percorriam levando ouro.

A primeira cachoeira que você verá quando entrar no parque é a Cachoeira da Sentinela, ela fica a 5 km de distância da portaria do parque. A trilha de acesso a mesma é muito fácil e rápida. Em seu caminho há uma bifurcação, por um lado você irá a parte superior da cachoeira e por outro para parte inferior. Vale à pena ir nas duas partes, tanto para nadar no lago no ponto alto e admirar a vista dali e também na parte baixa para adentrar a queda d’água.

Seguindo na estrada por uns 10 minutos terá uma bifurcação. Um caminho te leva até a Vila do Biribiri e o outro até a Cachoeira dos Cristais. Quando eu fui, fui primeiro até a vila e depois até as cachoeiras, eu adorei fazer dessa forma, porque me molhei e fui embora. A segunda cachoeira é a Cachoeira dos Cristais, essa não é indicada para crianças, pois há partes bem profundas. Ela possui duas quedas d’água que deixam a paisagem belíssima e é um ótimo lugar para um banho refrescante.


Veja também: Comidas Típicas Mineiras!


Outras atrações do parque são: Poço da Água Limpa, Poço do Estudante e o Caminho dos Escravos (que citei anteriormente). Dica: para quem decidir trilhar parte do Caminho dos Escravos saiba que seu nível de dificuldade é alto e ela possui extensão de 20km. Já para aqueles que desejarem fazer escalada dentro do parque deve pedir autorização no momento de entrada do parque.

 

Indico a todos que forem até Diamantina, a irem conhecer o Parque Estadual do Biribiri e deixar reservado um dia para conhecê-lo com calma. Tenho certeza que irão adorar e se encantar com as paisagens do local.

 

Comments

comments

Deixe um comentário