Taxas cobradas na ilha

Fernando de Noronha foi um dos lugares mais bonito do Brasil em que já fui, na verdade o considero em primeiro lugar da munha lista. Só que confesso que não é um dos lugares mais baratos para visitar no nosso país não. Existem algumas taxas que são necessárias pagar, para conhecer a ilha da melhor maneira possível.

O arquipélago é super preservado e muito bem cuidado, mas para isso acontecer há um trabalho árduo de alguns órgãos de preservação na região. Eles visam manter a saúde da vida natural da ilha e para isso acontecer eles cobram algumas taxas dos turistas que vão visitar a ilha.

 

TPA – Taxa de Preservação Ambiental

Irei começar com essa taxa, pois sem o pagamento dela, você não pode nem entrar na ilha. Ela é paga de acordo com os dias que irá permanecer em Noronha. Você pode fazer o pagamento da mesma no momento de sua chegada, no aeroporto, ou pelo site. Eu indico a recolherem o valor pelo site, para evitarem filas e aglomerações quando chegar. Só que aconselho a pagarem a taxa com pelo menos três dias antes do prazo do vencimento, para que haja a compensação do valor até a data e não tenha problemas no momento de entrada na ilha. O site com as taxas corretas é esse aqui. Já para preencherem o formulário e fazer o recolhimento da taxa é esse aqui!

Vou deixar aqui embaixo a tabela que seria no caso se pagassem a TPA hoje, 18/05/2020:

Se por algum motivo, você terá que ir embora antes do tempo previsto na ilha, não fique preocupado, eles te estornarão o valor, mas isso no dia em que estiver indo embora da ilha. E caso, você decida ficar mais na ilha, você precisa procurar o IBAMA até a data limite em que já pagou e pedir a renovação da taxa. Se forem depois da data limite, a TPA tem o dobro do valor.

Por exemplo: Vou ficar na ilha de 19 a 24 de maio e paguei por esses dias, mas gostei tanto de Noronha, que resolvi ficar alguns dias a mais e agora vou embora somente dia 30 de maio. Preciso ir antes do dia 24 de maio renovar a minha TPA. Caso vá depois, terá que pagar o DOBRO do valor que seria.

Essa informação é mais para os curiosos: residentes da ilha não pagam a TPA e pilotos de aeronaves em serviço na ilha tem isenção da taxa pelo período de 72 horas, eles só precisam se cadastrar no aeroporto.

 

PARNAMAR – Taxa de Ingresso ao Parque Nacional Marinho

Muitos acham que tem que pagar apenas a TPA e não se atentam a outras taxas. Esse foi o meu caso, quando cheguei na ilha, não sabia que algumas partes da ilha só eram permitido a entrada com a carteirinha da PARNAMAR. Essa taxa lhe dá acesso ao Parque Nacional Marinho e nele estão incluídos algumas das praias mais conhecidas de Fernando de Noronha, como: Praia do Leão, Praia da Atalaia, Praia do Sueste, Praia do Sancho e Baía dos Porcos. Ou seja, indico a todos que forem na ilha para pagarem a mesma.

O valor da PARNAMAR é fixo e é válido por 10 dias. O preço para turistas brasileiros é de R$ 106,00 e para estrangeiros é de R$ 212,00. Tem como fazer o pagamento dessa taxa pelo site do Parnanoronha ou lá na ilha. Na ilha você pode pagar no Centro de Visitantes, na praça do Flamboyant da Vila dos Remédios e no PIC Golfinho-Sancho, no acesso às trilhas do Mirante dos Golfinhos e Mirante do Sancho.

Então se o seu passeio passar por um desses locais lembre-se que tem que estar com essa taxa em dia. Agora se não quiserem pagá-la, algumas praias que podem visitar que não necessita essa taxa são: Praias do Meio, Praia da Conceição, Praia do Americano, Praia do Bode, Praia do Boldró, Cacimba do Padre e Praia do Cachorro. A minha opinião é que paguem essa taxa e fiquem livre para ir onde quiserem na ilha, enquanto estiverem por lá.

Praia do Sancho – Taxa PARNAMAR obrigatória

Em questão de taxas, essas são as duas que você necessita pagar, sendo a primeira obrigatória e a segunda opcional. E o valor final dependerá da quantidade de dias que irá ficar na ilha. O importante é se planejar para saber o quanto irá gastar em sua viagem para a ilha.

 

 

Comments

comments

Deixe um comentário