Vale da Lua

Definitivamente o passeio que você NÃO PODE deixar de ir quando estiver pela Chapada dos Veadeiros em Goiás.

As corredeiras do rio São Miguel esculpiu o vale, causando uma formação rochosa diferenciada que se assemelha a esfera lunar. Por isso o lugar é chamado de Vale da Lua.

O Vale da Lua não fica dentro do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e sim próximo a ele. Encontra-se na estrada que liga Alto Paraíso de Goiás com o vilarejo de São Jorge, a rodovia GO-239. Para chegar nele é fácil, basta se atentar as placas e pegar uma estrada de terra, onde irá percorrer uns 4km até chegar ao local.

Ao chegar há um grande estacionamento, banheiros, lanchonete e a recepção. A infraestrutura não é grandiosa, mas é o suficiente para a atração. O horário de funcionamento é das 07h às 17h30m. Porém vou confessar algo para vocês, estava planejado ir bem cedo. Só que começou uma chuva forte que atrapalhou bem a minha programação. Quando a chuva deu uma trégua (por volta das 16h30m) decidi ir às águas termais para relaxar (dá uma olhada no post é bem legal), não estava pesando em ir até o vale naquele dia, pois dizem que quando chove o lugar fica perigoso, com as pedras escorregadias. Mas o tempo foi abrindo e abrindo, e quando olhei para o céu conseguia ver o sol, juro que pulava de felicidade, sorria para tudo nesse momento. E no caminho para as águas termais, avistamos a placa: VALE DA LUA. Só vimos nós virando o carro e pegando a estrada de terra. Portanto cheguei ao lugar 17h20m e sabe aquele olhar do gatinho do Shrek? Foi esse que eu fiz para o senhor que estava na recepção. A resposta dele para mim: Sim, você pode entrar. Então paguei o valor da entrada que é R$ 20,00 e fiquei lá dentro até às 18h30m. Então o horário de funcionamento se estende bem, mas fui praticamente tocada do lugar. Tiveram que pedir várias vezes, porém tinha mais gente, não era só eu que estava fazendo isso não.

  

 

 

 

 

 

 

Agora se você está pensando sobre a trilha, se ela é difícil ou fácil, fique tranquilo é a mais de boa de todas as trilhas. São aproximadamente 600m de distância até chegar ao vale. Não é necessário usar tênis, pelo menos eu fui de chinelo e foi de boa. Outra coisa que ajuda você fazer a caminhada é a paisagem maravilhosa que você estará vendo, a Serra do Segredo.

Quando você chega à formação rochosa começa a ter desníveis devido os formatos diferenciados das pedras. Lá vocês devem ficar atentos às sinalizações de perigo, pois pisar em falso em algum local desse pode causar um grave acidente. Não sei se foi porque fui no carnaval, mas havia salva-vidas no local e toda vez que se aproximava de um lugar perigoso ele já apitava. Então fiquem atentos, para acabar não caindo ou se machucando.

Depois que você percorre as pedras você finaliza o passeio com belas piscinas naturais, onde é possível tomar banho. A água é gelada, mas deliciosa. Nesta parte você consegue nadar nos meios das pedras e em algumas partes são fundas, ali dá para saltar das pedras.

Como vocês viram, eu não fiquei muito tempo no Vale da Lua, praticamente uma hora. Eu achei pouco, com certeza ficaria mais, porém não muito porque realmente é muito sol. Então levem bastante água e passem protetor solar, pois quase não há sombras no local. A vegetação de cerrado não traz tantas árvores grandes. E se você decidir ir no final da tarde não esqueça de um grande amigo seu nessa viagem, o repelente!  Mas não tenham dúvida, se devem ou não ir, pois foi um dos lugares mais lindos em que vi na região e acredito que vocês irão concordar comigo.

 

Salve esse post no Pinterest!

Comments

comments

Deixe um comentário