Huaca Pucllana

Bem no meio do bairro de Miraflores em Lima se encontra as ruínas de barro de Huaca Pucllana. Cercado pela urbanização, quase que a humanidade não salva nem um pouquinho dessa beleza realizada pelos Incas em aproximadamente 200 d.C.

Atualmente o local é um sítio arqueológico com 6 hectáres, porém demorou para que a população de Lima começasse a conservá-lo. Isso só ocorreu a partir de 1981. Hoje há partes do local que não são de acesso ao publico e somente são permitida a entrada de pesquisadores. Porém grande parte podemos conhecer!

O local era um templo religioso e não havia residências nele. As moradias da população ficavam ao seu redor, hoje não existindo mais. Toda a estrutura foi feita com argila, utilizando a técnica “Del librero”, ou seja, a técnica do livro. Eles moldavam a argila em formato similar a um livro e iam montando o templo. Ao centro do local há uma pirâmide de 25 metros de altura, porém seu topo é plano, se diferenciando das pirâmides do Egito que tinham o topo “pontudo”.

No alto da pirâmide se tinha uma vista linda para o mar, essa hoje impossível de ser vista devido o numero de prédios que ali se encontram atualmente. Poderia contar mil e uma informações da história do lugar, mas citei alguns fatos para estimularem vocês a irem a Huana Pucllana.

O passeio em Huaca Pucllana custa 12 soles, o que equivale R$ 12,00. O trajeto pelo local é guiado por um profissional do lugar e você pode optar por inglês e espanhol. Há a possibilidade de guias em outras línguas, porém é necessário marcar com antecedência. A duração do percurso é de aproximadamente 1h. O local é aberto todos os dias, tendo horário de funcionamento das 09h às 17h, sendo a ultima visita às 16h.

A visita se inicia no museu, onde o guia começa a introdução da história e depois parte sentido as ruínas, subindo a pirâmide e finalizando com algumas plantas e animais que haviam no local quando este foi construído. Óbvio que não são animais da época, mas sim animais e plantas que existiam e eles expõem para melhor integração com os turistas que ali vão. Não achei nada legal ver as lhamas, os porquinhos das índias e os outros bichinhos presos dentro de jaulas tão pequenas. Poxa, podiam ao menos soltar no local, como é em Machu Picchu.

Além das ruínas e da aula maravilhosa da história do local, o lugar conta com uma infraestrutura muito boa. Possui uma loja de souvenirs, maquinas de bebidas, guarda volumes, museu e um belo restaurante. Como eu fui bem cedinho, eu não tive a oportunidade de comer por lá, mas dizem que é sensacional.

Esse é um passeio que muitos não incluem em seu roteiro. Muitos já pensam que há tantas outras ruínas pelo Peru a ser visitada, que essa nem deve valer a pena. Discordo totalmente disso, achei uma história interessantíssima e um local encantador e aconselho a todos a irem. Aliás, é rapidinho e barato, com 1h30m e R$ 12,00 você conhece essa maravilha toda.

Comments

comments

Veja também:

transporte em roma

Transporte em Roma

Antes de ir para algum destino é muito importante saber como funciona o transporte local, porque se for dependendo apenas de uber e táxi podem “gastar um rim”. Então vamos entender como funciona o transporte em Roma?

Leia mais
lago di como

O que preciso saber sobre o Lago di Como

Uma das principais dicas da Itália que eu posso dar à vocês é conhecer o norte da Itália, uma região belíssima e um dos principais pontos que precisam conhecer é o Lago di Como.

Leia mais