O que fazer em Istambul

Istambul é uma cidade incrível e se pensam ir para Turquia, devem incluí-la em seu roteiro.

Nela há muito o que fazer e claro que eu tinha que escrever um post sobre isso, não é mesmo?

Uma curiosidade é que ela não é a capital da Turquia e muitos pensam que é, esse título é dado para Ancara. Mas Istambul é a maior cidade do país e muito forte no turismo. Para aqueles que gostam de história, saibam que antigamente ela era divida em duas: Bizâncio e Constantinopla. Ela é cortada pelo estreito de Bósforo que marca as fronteiras entre a Ásia e Europa, ou seja, ela pertence aos dois continentes.

Quando fui para cidade fiquei 3 dias e meio, achei um tempo bom para explorar a cidade, porém como sempre digo “Quanto mais, melhor”, isso porque você pode conhecer mais lugares e também aproveitar aqueles locais do qual gostou com mais calma. Mas sei que muitos acabam conhecendo a cidade em um stopover, já que ela é ponto estratégico de conecão à muitos destinos.

Aí para a dúvida, “Em 1 dia, consigo conhecer tudo?”, não consegue, mas é possível ir a vários pontos turísticos essenciais. Vamos então entender quais são os principais lugares de Istambul?

 

Hagia Sophia

Hagia Sophia é um dos mais importantes pontos de Istambul, ela era uma igreja cristã, que atualmente não atua como igreja. Atualmente, ela age como museu e tem um acervo incrível, com relíquias do Império Bizantino. Ela foi construída em 537 e está muito bem conservada. Simplesmente uma das construções mais lindas que já vi. Ela está localizada no bairro de Sultanahmet, onde está concentrado a maior parte dos pontos turísticos de Istambul.

Horário de funcionamento: de terça a domingo das 09h às 19h (durante o verão) e das 09h às 17h (durante o inverno).

Preço: 60TL

Site: Hagia Sophia


Veja também: Banho turco, tudo o que você precisa saber!


Blue Mosque

Dessa forma que é chamada a Mesquita Azul. Essa também é um local religioso, porém em operação. Ela é a principal mesquita de Istambul. Para aqueles que não sabem, a cidade é muçulmana e possui muitas mesquitas, mas a Mesquita do Sultão Ahmed (Mesquita Azul) é a mais conhecida. Ela é grandiosa e linda. Fiquei impressionada com sua estrutura.  Ela foi construída entre 1609 e 1616, cem anos após a Hagia Sophia e detalhe, do outro lado da mesma praça, a Sultanahmet. Curiosidade: Ela possui mais de 20.000 azulejos azuis em sua cúpula, tem 23 metros de diâmetro, 43 metros de altura e 6 minarates (torres das mesquitas).

Informação importante: antes de entrar na mesquita, você deve tirar os sapatos. Mulheres devem usar lenço para cobrir a cabeça e não podem usar roupas curtas. Os homens não podem entrar de bermuda.

Horário de funcionamento: das 08h30 até uma hora antes de anoitecer. Não pode entrar durante aproximadamente 90 minutos de cada hora de oração e duas horas durante as orações do meio-dia de sexta-feira.  Eu fui durante o Ramadã e eles não estavam permitindo a entrada de pessoas não mussulmanas a qualquer momento, tinha um horário específico para visitação. Então se forem durante o Ramadan, se certifiquem qual o horário correto para visitação.

Preço: Gratuito

Site: Blue Mosque


Veja também: 5 dicas de viagens para países Islâmicos


Grand Bazaar 

Com certeza um lugar que vocês devem ir é o Grand Bazaar, que na verdade é um mercado de especiarias. Além de especiarias, também vendem no lugar: tapetes, cristais, objetos decorativos, doces e muito mais. Lembra um Mercado Municipal, ou seja, um local que eu amei e vocês precisam ir. Mas já vão preparados com pessoas te chamando por todos os lados. O Grand Bazaar é um dos maiores e mais antigos bazares cobertos do mundo, ele possui 30.700m², com mais de 60 ruas e 4.000 lojas. Claro que você não precisa passear por todas as ruas e ver todas as lojas, mas ir ao local e viver essa experiência é algo único.

Dica: Pechinche tudo! Eles vão descer todos os preços na negociação. E não se sintam pressionados a comprar algo, caso o vendedor te ofereça chá, isso é algo natural deles em receber os visitantes.

Site: Grand Bazaar

 

Palácio Topkapi

O local antigamente era a residência dos sultões otomanos, durante os séculos XV e XIX. Ou seja, um lugar impecável e belíssimo. Além do grandioso palácio, o lugar conta com 4 pátios principais e maravilhosos jardins, espaçosa cozinha, mesquitas, hospital e diversõs pavilhões. A parte mais bonita do palácio é chamada de Harém, ela possui vários mosaicos com azulejos coloridos, detalhes do alcorão telhados em mármore e ouro.

Horário de funcionamento: das 09h às 18h45 (durante o verão) e das 09h às 16h45 (no inverno)

Preço: 60TL

Site: Topkapi Palace


Veja também: As melhores vistas de Istambul


Torre de Gálata

A Torre de Gálata é um dos principais pontos turísticos de Istambul e com certeza o local com a vista mais bonita da cidade. Ela originou no século 5, quando os bizantinos levantaram uma torre de madeira chamada Magalos Pygros ( Grande Torre), com a intenção de controlar a cidade de Constantinopla, mas houveram incêndios, terremotos e saques, assim essa torre foi destruída. Então, em 1348 construíram a atual torre cilíndrica. Essa tem 67 metros de comprimenta e foi feita em pedra. Durante o período otomano ela era uma prisão, observatório e torre de vigia. Só nos anos 60 que a torre foi aberta ao público e virou ponto de visitação.

Horário de funcionamento: das 09h às 20h30

Preço: 25TL

Site: Galata Tower

 

Cruzeiro pelo Bósforo

Acredito que seja imprescindível fazer um cruzeiro pelo Bósforo, além de aprenderem mais sobre a história da cidade (visto que a maioria são guiados), vocês farão um passeio super agradável. Nesse passeio você também verá o contraste entre os dois lados da cidade (asiático e europeu).

A maioria das pessoas pensam que estará navegando pelo rio Bósforo, mas na verdade não, ali é um canal marítimo natural que liga o Mar Negro ao Noirte com o Mar de Mármara ao Sul, porém chamado popularmente de Bósforo. Esse tem 31km de comprimento, 3420m de largura (na parte mais larga) e 700 metros de largura (na parte mais estreita).

O local é muito movimentado e muitas pessoas o utilizam diariamente, sendo um dos canais de navegação mais movimentados do mundo. As principais empresas que fazem o passeio pelo local são a Tryol e a Dentur, mas há opção de fazer com as balsas públicas (aí não será guiado), essas são administradas pela Sehir Hatlair. Existem vários tipos de passeios que vão de 02h a 08h.

Preço: 12TL a 25TL.


Veja também: Experiências para se sentir como um nativo em viagens!


Istiklal

A Avenida Istiklal é uma das mais movimentadas de Istambul. Ela é um grande calçadão de 1,4km de extensão e há muito o que ver no local, como bares, restaurantes, cinemas, lojas, cafés, boates, etc. Aliás, o meu dinheiro na cidade troquei nessa avenida, mas cuidado para não serem passados para trás (como em todos os lugares do mundo, sempre cuidado).

 

Yerebatan Sarayi (Cisterna da Basílica)

No subsolo da cidade, entre a Mesquita Azul e a Hagia Sophia fica a Cisterna da Basílica. Ela tinha funcão de providenciar água para os palácios e casas da região que está situada, já que algumas vezes durante a história, os rios que geravam água para cidade eram envenenados e assim armazenavam água potável. O local é composto por 336 colunas de mármore e possui uma área de 9.800m².

Horário de funcionamento: diariamente das 09h às 17h30 (exceto em feriados religiosos, nesses ela abre às 13h)

Preço: 20TL

Site: Yerebatan Sarayi


Veja também: Como ir do aeroporto de Istambul ao centro da cidade!


Banho Turco

Algo que acredito que devam fazer na cidade é irem a um banho turco. Há diversos locais que podem tomar esse banho. Eles são feitos de diversas maneiras, podem ser separados homens e mulheres, ou de forma conjunta. Podem ser rápidos ou demorados, depende do plano em que escolhe fazer. Eu escolhi o Çemberlitas e foi a melhor coisa que fiz na cidade. Para entender mais o processo, como funciona, eu relatei a minha experiência nesse post.

 

Lado Asiático

O lado asiático de Istambul, também é conhecido como Anatólia. Ele foi o primeiro lado a ser desenvolvido na cidade, mas hoje o lado que mais atrai turistas é o lado europeu, devido a maioria dos pontos turísticos estarem situados lá. Todavia, esse lado da cidade, tem muito a oferecer, como o Kadikoy, um bairro super descolado e considerado “hipster”, com muitos bares, artes de rua, músicos e cafés.

 

Acredito que nesse post coloquei muitas coisas que precisam fazer, claro que se ficarem mais tempo, poderão fazer muito mais. Mas o básico agora vocês já sabem e lembrem de irem com a mente aberta, afinal é um país com uma cultura totalmente diferente da nossa, porém muito interessante.

 


Dica para viagem internacional: SEGURO VIAGEM É IMPORTANTE. Então adquira o Seguros Promo com meu código de 5% de desconto (CHAPINHANAMALA5) e não passe apuros se algo acontecer. Além do mais, nunca esperamos o pior, mas é sempre bom estarmos preparados, não é mesmo? E para entenderem qual a necessidade de ter um seguro viagem, entrem aqui.

 

 

Comments

comments

Veja também:

transporte em roma

Transporte em Roma

Antes de ir para algum destino é muito importante saber como funciona o transporte local, porque se for dependendo apenas de uber e táxi podem “gastar um rim”. Então vamos entender como funciona o transporte em Roma?

Leia mais
lago di como

O que preciso saber sobre o Lago di Como

Uma das principais dicas da Itália que eu posso dar à vocês é conhecer o norte da Itália, uma região belíssima e um dos principais pontos que precisam conhecer é o Lago di Como.

Leia mais